top of page
Buscar
  • Foto do escritorDavi Nogueira

Pendente: como usar a luminária para decorar ambientes

Atualizado: 24 de abr.


Luminárias estilo pendente são versáteis e vão dos ambientes mais modernos aos elegantes (Projeto: Cristiane Trommer)


Quer renovar o visual da sua casa sem passar por reformas intensas? Descubra como uma luminária pendente pode transformar completamente seus ambientes. Quando surge aquela vontade de renovar tudo em casa, lembre-se de que não é necessário realizar mudanças drásticas. A simples adição de uma luminária pendente pode proporcionar alterações surpreendentes que você nem imagina.


O que torna a luminária pendente tão interessante é sua incrível versatilidade. Disponível em uma variedade de cores, tamanhos, texturas, materiais e faixas de preço, há opções para todos os gostos e bolsos. Mesmo com um orçamento limitado, é possível fazer mudanças significativas apenas trocando a iluminação.


Se você não sabe por onde começar, aprenda o que é e como usar a luminária pendente para decorar sua residência!


Qual a diferença da luminária pendente para os outros modelos? 

Sequência de luminárias iguais traz um visual harmônico (Projeto: Mariana Dalmas


A luminária pendente é caracterizada por estar suspensa por fios ou cabos. Além de sua função decorativa, também desempenha um papel funcional ao iluminar os ambientes residenciais, podendo até mesmo servir como peça central na iluminação de um cômodo.


Embora geralmente tenha uma potência menor em comparação com um lustre, a principal vantagem do pendente é sua versatilidade. Disponível em uma ampla variedade de modelos, desde os clássicos até os mais arrojados, não há necessidade de se limitar a apenas uma peça por ambiente. Ademais, permite diversas composições, sendo confeccionado em diversos materiais e adequado tanto para residências quanto para ambientes comerciais.


Para quem busca uma estética mais contemporânea em sua residência, o pendente é uma escolha ideal. Embora tradicionalmente utilizado sobre a mesa de jantar ou bancada de refeições, sua versatilidade possibilita sua instalação em qualquer espaço da casa, desde o quarto até áreas externas.


Tamanho, altura e proporção 

O pendente não pode ser muito baixo para não atrapalhar a visão (Projeto: Ariane Rosa Arquitetura e Design


Antes de escolher o pendente, o ideal é ter uma noção do posicionamento dele no ambiente. Se for central, o ideal é que seu diâmetro tenha 1/12 do tamanho total do ambiente. 


Já com relação à altura, a distância precisa ser de, pelo menos, 20 cm do teto ou 80 cm em relação ao móvel central, como a mesa de jantar. Assim, não atrapalha a visão nem fica baixo o suficiente para que as pessoas batam a cabeça nele. 


Variações de altura 


Não há necessidade de se limitar a apenas um pendente em um cômodo. Na verdade, é possível criar um jogo de luzes muito interessante com várias luminárias pendentes.


Você pode optar por colocar pendentes feitos do mesmo material, mas em modelos diferentes, ou até mesmo escolher o mesmo modelo para criar uma estética mais orgânica. Variar a altura das luminárias adiciona dinamismo ao espaço, quebrando a linha reta e criando a impressão de um "cardume" de luminárias. Essa disposição não compromete a iluminação e proporciona um resultado visualmente intrigante, com sensação de movimento. Essa formação é mais adequada para pendentes de tamanhos pequenos a médios.


No entanto, também é possível dispor os pendentes todos na mesma altura. Nesse caso, é importante deixar mais espaço entre eles quando as luminárias forem maiores, garantindo um equilíbrio visual harmonioso. Essas opções de disposição permitem explorar diferentes estilos e criar ambientes únicos e personalizados.


Materiais e cores 

Os materiais naturais e artesanais feitos à mão promove bem-estar e é tendência de decoração (Projeto: Ana Paula Ronchi)


Como mencionado, a variedade de modelos, cores, texturas e materiais disponíveis para luminárias pendentes oferece uma ampla gama de opções, cada uma adequada a diferentes objetivos de decoração.


A escolha do estilo de pendente pode refletir a estética desejada para o ambiente: industrial, elegante, clássica, contemporânea ou moderna. Além disso, a seleção do material também desempenha um papel importante nessa decisão.


Para criar uma atmosfera aconchegante, os materiais naturais como a palha são uma excelente escolha, especialmente em uma época em que a decoração pós-pandemia valoriza o conforto e o bem-estar. Por outro lado, para aqueles que buscam transmitir leveza ao ambiente, o vidro é uma opção ideal, proporcionando um aspecto sofisticado.


Entretanto, é essencial considerar o posicionamento da luminária em relação à janela para evitar que a luz solar direta interfira na iluminação ambiente.


Para os entusiastas do estilo industrial, os pendentes metálicos na cor preta são uma escolha popular. Além de se destacarem como ponto focal, eles complementam esse estilo moderno e urbano de decoração.


Em resumo, a escolha do estilo e material do pendente deve ser feita com base na estética desejada para o ambiente, bem como nas necessidades específicas de iluminação e preferências pessoais.


Tipos de luz 

Outro aspecto crucial a considerar ao escolher um pendente é o tipo de iluminação desejada. Uma luminária com refletor proporciona uma iluminação rebatida, enquanto o estilo cúpula oferece um efeito mais difuso.


A iluminação rebatida é mais suave para os olhos, enquanto a difusa melhora a estética geral do ambiente e proporciona uma iluminação mais uniforme.


Além disso, existem estilos como o soquete, que concentra o ponto de luz, e os de trilhos, que oferecem uma iluminação contínua ao longo do espaço.


Por último, é essencial prestar atenção às lâmpadas, pois elas são tão importantes quanto o próprio modelo de pendente. Elas devem estar em harmonia com o estilo da luminária escolhida. Por exemplo, lâmpadas mais intimistas podem não combinar bem com pendentes que requerem uma iluminação mais potente.


Minimalismo

Minimalismo brinca com o espaço vazio para criar formas (Projeto: Almma Arquitetura


Um estilo de pendente bastante contemporâneo é o minimalista. Feito basicamente em linhas, pode ser geométrico ou com formatos mais elaborados. Contudo, o espaço vazado faz parte do seu desenho, o que traz leveza ao resultado.  

Volumes minimalistas e formatos delicados são bem-vindos em ambientes do mesmo estilo. 


No banheiro 


Quando se trata de iluminação mais elaborada, o banheiro muitas vezes é deixado de lado. No entanto, é possível e altamente recomendável incluir pendentes para acrescentar um toque diferenciado à decoração.


Uma luminária pendente pode ser posicionada sobre o lavabo para proporcionar uma iluminação adequada e valorizar o espaço em frente ao espelho. Além disso, é uma maneira eficaz de destacar outros pontos específicos que você deseja realçar no ambiente do banheiro.


Assimetria


Certamente, não é necessário restringir-se apenas aos pendentes ao iluminar um espaço. É possível criar uma combinação interessante utilizando diferentes tipos de luminárias, como arandelas, luminárias de chão, de parede e de mesa.


Ao adotar essa abordagem, em vez de uma iluminação difusa e uniforme, o ambiente ganhará uma atmosfera assimétrica, com diversos pontos de destaque.

No entanto, é fundamental realizar um planejamento prévio para determinar quais áreas serão focalizadas por essa iluminação e quais tipos de luminárias serão mais adequados para cada função.


Gostou das dicas? Não se esqueça de deixar seu like :)

Até a próxima!

Comments


bottom of page